Criolo

"Linha de Ferro"

[Verse 1: Márcia]
Não tenho horas p'ra deitar
Nem tenho quem adormecer
Não tenho motivos p’ra acordar
Sinto o meu corpo a doer

Meus olhos no infinito
Com o futuro que eu lhes dei
Na esperança, eu me vou indo
Correndo atrás
Do meu sonho lindo

[Chorus: Criolo]
Tinha uma voz que sossega
E a cada noite de entrega
Trazia paz ao coração
Pode um amor tão incerto
Fazer florir o deserto
Quer viver na solidão

[Verse 2: Márcia]
Não tenho horas p'ra deitar
Nem a quem dar satisfação
Tenho rio e tenho mar
Tenho o consolo da canção

Meus olhos no infinito
Hão de ver Sol dourar, que eu sei
Na esperança, eu me vou indo
Correndo atrás
Do meu sonho lindo

[Chorus: Criolo]
Eu tinha voz que sossega
O dom da verdade entrega
Mas durava apenas um serão
Pode um amor tão incerto
Fazer florir o deserto
Quer viver na solidão

Tinha uma voz que sossega
O dom da verdade entrega
Mas durava apenas um serão

[Outro: Criolo & Márcia]
Como uma linha de ferro
E a cada terra te enterro
P'ra salvar meu coração

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #
Copyright © 2018 Bee Lyrics.Net