Bispo

"Turbulência"

[Letra de "Turbulência"]

[Verso 1]
Eu 'tou na minha 'memo cara p
Quem diria que seria assim
Vivo a mil, 'tou tranquilo
'Memo se tu fores falar de mim
Tanta mentira não me pára pi
Eu 'tou com power como nunca tive
Isto e aquilo, tanto alarido
Mas mon amie ‘tou me a cagar 'pa ti
Comentários não pagam despesas
Vários otários difamam full time
Suposições nunca são certezas
A vossa inspiração deve ser bom wine
Haja saúde 'pa me sentir fine
'Pa surgir uma line, 'pa fluir um tema
Lá no fundo quero me sentir shine
Sei que 'memo sem ouro brilho na 'mema
100 problemas, 100 soluções
Eu conto centenas de munições
Armas carregadas 'pa fazer milhões
Como é que palavras viraram cifrões
Já contei tostões, passei bué dilemas
Mas não me apetece falar dessas cenas
Quero liberdade 'pros meus com algemas
Estabilidade, euros e drenas
Na verdade sou feliz com pouco
Arrisco, sou louco e se não vir troco
Repito e ponto, 'po fight 'tou pronto, 'memo no sufoco
Luto ronda a ronda, com bué fome aponta, 'tou a surfar a onda...
E sem dar conta... Marie não preocupa que o papa compra!
A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #
Copyright © 2018 Bee Lyrics.Net