Engenheiros do Hawaii

"Refrão de Bolero [Acústico Filmes de Guerra, Canções de Amor]"

[Letra da versão acústica de "Refrão de Bolero"]

[Verso 1]
Eu que falei, "Nem pensar," agora me arrependo
Roendo as unhas, frágeis testemunhas de um crime sem perdão
Mas eu falei sem pensar, coração na mão
Como o refrão de um bolero, eu fui sincero como não se pode ser
E um erro assim tão vulgar nos persegue a noite inteira
E quando acaba a bebedeira, ele consegue nos achar
Num bar com um vinho barato
Um cigarro no cinzero e uma cara embriagada no espelho do banheiro

[Refrão]
Ana, teus lábios são labirintos, Ana
Que atraem os meus instintos mais sacanas
O teu olhar sempre distante sempre me engana

[Verso 2]
Fui eu que falei, "Nem pensar," agora me arrependo
Roendo as unhas, frágeis testemunhas de um crime sem perdão
Mas eu falei sem pensar, coração na mão
Como o refrão de um bolero, eu fui sincero, eu fui sincero
E um erro assim tão vulgar nos persegue a noite inteira
E quando acaba a bebedeira, ele consegue nos achar
Em qualquer lugar, em qualquer lugar
Em qualquer lugar
A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #
Copyright © 2018 Bee Lyrics.Net