Baile Mandado (Ao Vivo) lyrics

by

Quim Barreiros


[Intro]
Anda blé!
Está uma roda parada à falta de haver quem cante
Mas agora chego eu, siga a roda, vá avante!

[Sextilha 1]
Lá vem o homem dos nabos
Com trezentos mil diabos
Com o seu burrinho coxo
Mas a moça que é brejeira
Ainda lhe diz por brincadeira
Se o seu nabo é roxo

[Quintilha]
Lá debaixo do meu balcão
Tenho um nabo bem taludo
Para a panela da patroa
Se ela for uma gaja boa
Vai cabeça, rata e tudo

Tudo certo!
Aperta nos foles, Fernando Guerreiro!

[Oitava 1]
Semeei no meu quintal
Uma semente de repolho
Nasceu uma vеlha careca
Com uma batata no olho
Mas a velha muito velha
Dе velha nem via nada
Ainda ontem à noite às escuras
Ainda deu uma gaitada

Anda, Guida!
Aperta com o Martins!

[Nona]
Mas a velha com um mijado
Três moinhos fez andar
E à segunda mijadela
Fez andar um barco à vela
E com mais uma mijinha
Fez andar uma lanchinha
Mas a velha que lambeou
Vá para o diabo que a carregue
Com vergonha não mijou

[Setilha]
Devagar devagarinho
Diz a velha ao velhinho
Diz a burra ao burrinho
Toda a moça que namora
Sempre dá o seu beijinho
Toda a velha quando mija
Também dá o seu peidinho

Olha o Valério!
Olha que bem toca os ferrinhos!

[Oitava 2]
Ai que susto, Manuel Augusto
Que é isso que tem a Luísa
É um bicho cabeludo
Que está debaixo da camisa
Não me toques no umbigo
Todo o corpo se atormenta
Toca-me cá mais abaixo
Na caixinha da ferramenta

[Sextilha 2]
Para bailar o corridinho
Não tem nada que saber
São as moças a saltar
E as maminhas a bater
Palminhas, mãos ao ar
Até o baile acabar!

Certo, Fernando Silva!
A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #
Copyright © 2012 - 2021 BeeLyrics.Net