GROGNation

"G.R.I.N.D."

[Verso 1: Tem-P]
Tinha mais ou menos 7
Primeira vez que ouvi rap
Boss Ac a Mind da Gap
Rodavam cada cassete
Como um puto africano instinto vadio
Rodava de tarde a noite com a bola em qualquer pátio
Alimento po meu cio amava bem mais que fã
Sonha tar com figo concorrer com Oliver Kahn
Mas.. muito soei pa so estar onde estou mas.. muito chorei
Po mundo desprezar como desprezou
Agora sou, um rapper modesto
Com talento e motivação pa cagar po resto
Ciente daquilo que adoro e do que detesto
Pronto pa aguentar de pé se nada aqui der po certo
De certo que cada conquista deixou-me optimista
Com vista a vir à lista
De quem se chama de "artista"
Faz te a pista
Cada dia sou maior, suponho
Vejo um futuro risonho
Tenho o tamanho do meu sonho

[Refrão]
Se um dia isto morrer
Se a cena não correr
Como eu estava a prever
Eu faço acontecer
Eu faço o meu grind
Faço o meu grind
Faço o meu grind

Se um dia isto morrer
Se a cena não correr
Como eu estava a prever
Eu faço acontecer
Eu estou no meu grind
Estou no meu grind
Estou no meu grind

[Verso 2: Neck]
Motivação eu tenho
Mas se eu venho preguiçoso apanho
Na cabeça em cheio com moralismos que o recreio
Só vem depois do trabalho e eu falho a teoria
Como quem falha um atalho
E fica sem a luz do dia
Mas abdico dos estudos
E aplico os mundos
Que eu vejo em textos corridos
Em vários contextos vividos mas...
Não é certo deixar os livros esquecidos
Apenas tão submetidos a ferias sem destino
Aperto comigo próprio
Para me manter sóbrio em plenas horas da noite
Onde o cheiro a opio convida a um papoito
Em torno de uma roda envolvida em beats em rimas
A sonhar com o pódio
é o código dos rapazes
E dos que nos acompanham
E dizem que somos capazes de destruir palcos que venham
Sonhem com campos pequenos de vocês não espero menos
Não caiam em tendências só para terem uns momentos

[Refrão]
Se um dia isto morrer
Se a cena não correr
Como eu estava a prever
Eu faço acontecer
Eu faço o meu grind
Faço o meu grind
Faço o meu grind

Se um dia isto morrer
Se a cena não correr
Como eu estava a prever
Eu faço acontecer
Eu estou no meu grind
Estou no meu grind
Estou no meu grind

[Verso 3: Papillon]
Foram insónias
E muita noite mal dormida
A descarregar muita merda
Que eu tinha reprimida
Ontem era tímido
Hoje pouco ou nada me intimida
Sou fat sem barriga pois o meu sonho virou comida!
E dele vou me alimentando entretanto, entre tanto
Muitos interessados...
Mas poucos interessantes
Memo sem escalas vou escalando
Sem B.I. vou B.i.lando
Dando razão aos apoiantes
Os de antes e de agora em diante
Eles chamam-me papillon desculpa não me introduzir
Significa borboleta, nascido pra evoluir
Enquanto comes, enquanto dormes, enquanto fodes
Estou a bulir
Enquanto compras mais caps e tennis novos
Estou a investir
Em material pa produzir
Material pa reproduzires no teu bote
No iphone ou a onde quiseres ouvir
Tamos ai...
A vir tipo ejaculação ...
Garantir reconhecimento investindo na dedicação!!

[Refrão]
Se um dia isto morrer
Se a cena não correr
Como eu estava a prever
Eu faço acontecer
Eu faço o meu grind
Faço o meu grind
Faço o meu grind

Se um dia isto morrer
Se a cena não correr
Como eu estava a prever
Eu faço acontecer
Eu estou no meu grind
Estou no meu grind
Estou no meu grind

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #
Copyright © 2018 Bee Lyrics.Net