​xtinto

"Verbena"

[Refrão]
Não vim cá competir, nã
'Té dou espaço 'pa matarem, 'tá-se
Mas 'tou a limpar, contínuo
Bem gelado tipo Haagen-Dazs

Todo drippin, tipo virei rain
Com um drible, tipo virei Ney
Vejo o game a sentir o efeito
Duas e meia e já dizimei

[Verso 1]
Injetei verbena tragédia
Quero ver na minha carne a fraqueza dum ser exangue
Sujeito a esta pena alvoroço ainda acena
Açucena é essa a cena dum ser infame
Blindei a sarjeta p'ra não vires sangrenta
Sedenta a sebenta só esquenta o sangue
Sirena serena serei nessa arena
Azarenta às aranhas d'ostentação
Eu fugo em alcateias
Do fogo que ateias
Do mofo das veias removo maleitas sem corpo que eu veja
Um Sufoco que aleija, hey
Em esforço calei já, hey
Envolvo outra queixa que o fôlego fraqueja
Ou me acalma ou traqueja
Almeja que em prosa me estanque e o teu pé tá la
Sim tu és rosa sangue e a tua pétala
Dá a dose aliciante 'tou bué da alarve
Só acho é grizante o teu boy dar luv
Do tacho vou pitando esse fel que se alastra 'pa pele
E que passa urticária p'o meu papel
Faço a multi pária do teu cartel
Minha culinária no teu farnel

[Refrão]
Não vim cá competir, nã
'Té dou espaço 'pa matarem, 'tá-se
Mas 'tou a limpar, contínuo
Bem gelado tipo Haagen-Dazs
Todo drippin, tipo virei rain
Com um drible, tipo virei Ney
Vejo o game a sentir o efeito
Duas e meia e já dizimei

Não vim cá competir, nã
'Té dou espaço 'pa matarem, 'tá-se
Mas 'tou a limpar, contínuo
Bem gelado tipo Haagen-Dazs
Todo drippin, tipo virei rain
Com um drible, tipo virei Ney
Vejo o game a sentir o efeito
Duas e meia e já dizimei

[Verso 2]
A tua shawty dá palitos, Vidigal
Choque, eu vi dizer que vivi mal
Regula-me a balança digital
Quando enxovalho enche o enxoval
Não desço mal o meu texto bata
Liberto oásis no trecho nada
No deserto árido vem chuvada
Tão pálido dizem que vim d'enxufada
Tuga já 'tava na pausa a ver se eu chegava
Com o drip do Benji eu torcia a batida a ver se enxugava
Não sei se um V6 chegava
P'ra motorizar a minha vida
Que fecho num trinco como um bom seis jogava
Vês brada me'mo a Freixo dava
Pa' G num T3 lá nos states, grava
Pinto cada barra quando eu pingo
É muita parra que o meu vinho é booze
Agarra que eu só vim de abuso a dar a cara à tuga
Caducada quem te acuda quem te ampara
Não tem tusa p'ra atacar a língua lusa como eu faço
A liga surta eu dou murdaça
Porca é Murça o erro é crasso
Pouca noção no teu caso
'Té a canuca dá cachaço

[Refrão]
Não vim cá competir, nã
'Té dou espaço 'pa matarem, 'tá-se
Mas 'tou a limpar, contínuo
Bem gelado tipo Haagen-Dazs
Todo drippin, tipo virei rain
Com um drible, tipo virei Ney
Vejo o game a sentir o efeito
Duas e meia e já dizimei

Não vim cá competir, nã
'Té dou espaço 'pa matarem, 'tá-se
Mas 'tou a limpar, contínuo
Bem gelado tipo Haagen-Dazs
Todo drippin, tipo virei rain
Com um drible, tipo virei Ney
Vejo o game a sentir o efeito
Duas e meia e já dizimei

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z #
Copyright © 2018 Bee Lyrics.Net